26/04/2017 às 04h51min - Atualizada em 26/04/2017 às 04h51min

Amigão de Lula: 'Almirante Braga' fez negócios na África com Arraes

Interpelado pelo “Jornal Nacional, terça-feira (18), o coordenador do programa do submarino brasileiro, almirante Max Hirschfeld, afirmou que “inexiste” um “almirante Braga” na Marinha. Mas Hirschfeld, tanto quanto os cabeços de portos, sabem que o Comandante Braga existe.

Claudio Humberto

O Comandante Braga, amigo do ex-presidente Lula delatado pela Odebrecht como intermediário no recebimento de propina pelo contrato bilionário da compra de submarinos franceses, após sair da Marinha se tornou negociante de açúcar entre o Brasil e o norte da África, fazendo negócio inclusive com o ex-governador Miguel Arraes, que vivia asilado na Argélia. Chamado de “Almirante Braga” na Odebrecht, trata-se do capitão de corveta aposentado Carlos Henrique Ferreira Braga

 

AMIGÃO DE LULA

Milionário, dono de quinze empresas, o “Almirante Braga” chegou a emprestar um avião à campanha presidencial de Lula, em 1989.

 

FUNDO DE PENSÃO

O ex-executivo da Odebrecht Luiz Eduardo Soares disse que a propina para o “Almirante Braga” seria de um grupo de viúvas de almirantes.

 

DE ONDE SAÍA

O contrato de R$ 31 bilhões para a compra de submarinos, incluindo R$ 3,3 bilhões para a Odebrecht, era a fonte do propinoduto.

 

PEGADINHA NO ‘JN’

Interpelado pelo “Jornal Nacional, terça-feira (18), o coordenador do programa do submarino brasileiro, almirante Max Hirschfeld, afirmou que “inexiste” um “almirante Braga” na Marinha. Mas Hirschfeld, tanto quanto os cabeços de portos, sabem que o Comandante Braga existe.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »