28/04/2017 às 07h42min - Atualizada em 28/04/2017 às 07h42min

Campanha Maio Amarelo tem início na segunda (1º)

Ação envolve diversos órgãos e contará com atividades de conscientização para um trânsito mais seguro e consciente

Por Agência Brasília
 
 

 Tem início em Brasília na segunda-feira (1º) a campanha mundial Maio Amarelo. Ação coordenada entre o poder público e a sociedade, com atividades de conscientização para um trânsito mais seguro, o movimento tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo.


“É preciso reduzir a velocidade, jamais beber antes de dirigir e não usar o celular ao volante. As principais causas de acidentes estão relacionadas à distração do motorista, embriaguez e velocidade”, disse o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), Henrique Luduvice.

 

As ações que serão desenvolvidas no próximo mês foram anunciadas na manhã desta quinta-feira (27), em coletiva de imprensa no Palácio do Buriti.

 

Entre as atividades estão a iluminação de monumentos na cor amarela, blitze educativas diárias, passeios ciclístico e motociclístico e a distribuição de rosas no Dia das Mães (14 de maio).

 

Também haverá ação para sensibilizar a população na área rural sobre a importância de respeitar as leis de trânsito.

 

Respeito ao ciclista e combate ao transporte pirata terão destaque no Maio Amarelo
Além das fiscalizações de rotina, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) fará, no próximo mês, 1,2 mil operações com foco na embriaguez ao volante, na falta do cinto de segurança e no uso do celular pelo motorista. Também haverá combate à condução de veículos por pessoas não habilitadas ou com o documento vencido.

 

“Quem comete infração aumenta a chance de provocar um acidente de transito e, consequentemente, o risco de morte”, destacou o diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran-DF, Glauber Peixoto. Em maio, serão aproximadamente 100 blitze, 550 patrulhamentos, 550 pontos de demonstração em locais a serem selecionados.

 

Na parte educativa, mais de 300 ações estão previstas, com foco na segurança de condutores, passageiros, pedestres e ciclistas. Haverá cerca de 50 blitze educativas, 60 palestras itinerantes e distribuição de cartilhas.

 

Por meio da campanha Ultrapasse. Não Passe, o respeito ao ciclista será destacado. “A gente mostra para o condutor a real distância de 1,5 metro que ele deve observar ao ultrapassar”, explica Peixoto. “Essa é a forma correta de respeitar o ciclista e garantir a segurança.” Já a Polícia Militar manterá campanhas educativas em pontos de bloqueio e atuará também na orientação de condutores.

 

O transporte pirata também está na mira da corporação. “Hoje pela manhã apreendemos um condutor de transporte pirata que tinha dezenas de passagens pela polícia, mandados de prisão expedidos, conduzindo uma van com 33 pessoas dentro”, exemplificou o comandante de Policiamento de Trânsito, da Polícia Militar do DF, coronel Alexandre de Souza Oliveira. “A relação que existe entre o transporte pirata e os crimes comuns é muito grande”, completou.

 

Em 2016, foram mais de 500 ações educativas no Maio Amarelo
Os órgãos de trânsito do Distrito Federal e parceiros fizeram mais de 500 ações educativas e de fiscalização durante a campanha em 2016. Nesse período, mais de 100 mil pessoas passaram por atividades de conscientização para um trânsito mais seguro.


Entre as ações, houve palestras, corridas, pedal noturno, doação de sangue, entrega de rosas, iluminação especial em monumentos e distribuição de panfletos.

 

O DER-DF e o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), com o apoio da Polícia Militar, fizeram 310 blitze em maio em toda a cidade. Os agentes autuaram 1.060 condutores por dirigirem após o consumo de bebida alcoólica. O Detran-DF apreendeu 1.523 veículos.

 

 

 Tem início em Brasília na segunda-feira (1º) a campanha mundial Maio Amarelo. Ação coordenada entre o poder público e a sociedade, com atividades de conscientização para um trânsito mais seguro, o movimento tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito em todo o mundo.


“É preciso reduzir a velocidade, jamais beber antes de dirigir e não usar o celular ao volante. As principais causas de acidentes estão relacionadas à distração do motorista, embriaguez e velocidade”, disse o diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), Henrique Luduvice.

 

As ações que serão desenvolvidas no próximo mês foram anunciadas na manhã desta quinta-feira (27), em coletiva de imprensa no Palácio do Buriti.

 

Entre as atividades estão a iluminação de monumentos na cor amarela, blitze educativas diárias, passeios ciclístico e motociclístico e a distribuição de rosas no Dia das Mães (14 de maio).

 

Também haverá ação para sensibilizar a população na área rural sobre a importância de respeitar as leis de trânsito.

 

Respeito ao ciclista e combate ao transporte pirata terão destaque no Maio Amarelo
Além das fiscalizações de rotina, o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) fará, no próximo mês, 1,2 mil operações com foco na embriaguez ao volante, na falta do cinto de segurança e no uso do celular pelo motorista. Também haverá combate à condução de veículos por pessoas não habilitadas ou com o documento vencido.

 

“Quem comete infração aumenta a chance de provocar um acidente de transito e, consequentemente, o risco de morte”, destacou o diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do Detran-DF, Glauber Peixoto. Em maio, serão aproximadamente 100 blitze, 550 patrulhamentos, 550 pontos de demonstração em locais a serem selecionados.

 

Na parte educativa, mais de 300 ações estão previstas, com foco na segurança de condutores, passageiros, pedestres e ciclistas. Haverá cerca de 50 blitze educativas, 60 palestras itinerantes e distribuição de cartilhas.

 

Por meio da campanha Ultrapasse. Não Passe, o respeito ao ciclista será destacado. “A gente mostra para o condutor a real distância de 1,5 metro que ele deve observar ao ultrapassar”, explica Peixoto. “Essa é a forma correta de respeitar o ciclista e garantir a segurança.” Já a Polícia Militar manterá campanhas educativas em pontos de bloqueio e atuará também na orientação de condutores.

 

O transporte pirata também está na mira da corporação. “Hoje pela manhã apreendemos um condutor de transporte pirata que tinha dezenas de passagens pela polícia, mandados de prisão expedidos, conduzindo uma van com 33 pessoas dentro”, exemplificou o comandante de Policiamento de Trânsito, da Polícia Militar do DF, coronel Alexandre de Souza Oliveira. “A relação que existe entre o transporte pirata e os crimes comuns é muito grande”, completou.

 

Em 2016, foram mais de 500 ações educativas no Maio Amarelo
Os órgãos de trânsito do Distrito Federal e parceiros fizeram mais de 500 ações educativas e de fiscalização durante a campanha em 2016. Nesse período, mais de 100 mil pessoas passaram por atividades de conscientização para um trânsito mais seguro.


Entre as ações, houve palestras, corridas, pedal noturno, doação de sangue, entrega de rosas, iluminação especial em monumentos e distribuição de panfletos.

 

O DER-DF e o Departamento de Trânsito do DF (Detran-DF), com o apoio da Polícia Militar, fizeram 310 blitze em maio em toda a cidade. Os agentes autuaram 1.060 condutores por dirigirem após o consumo de bebida alcoólica. O Detran-DF apreendeu 1.523 veículos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego