28/08/2021 às 07h21min - Atualizada em 28/08/2021 às 07h21min

OAB de advogado que atropelou propositalmente servidora pode ser suspensa

A vítima, a servidora pública Tatiana Thelecildes Fernandes Machado Matsunaga, 40, continua internada em estado grave, mas se recupera bem, segundo familiares

O julgamento para decidir se o advogado que atropelou propositalmente uma mulher, na QI 19, do Lago Sul, terá o registro profissional suspenso está marcado para terça-feira. Paulo Ricardo Milhomem, 37 anos, foi indiciado por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil e cumpre o mandado de prisão preventiva no 19º Batalhão, mais conhecido como Papudinha. A vítima, a servidora pública Tatiana Thelecildes Fernandes Machado Matsunaga, 40, continua internada em estado grave, mas se recupera bem, segundo familiares.
 
 
O presidente do Tribunal de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil seccional DF (OAB-DF), Antonio Alberto do Vale Cerqueira, afirmou que a Lei 8.906/94 prevê o instrumento de suspensão preventiva do advogado quando se realiza algo grave e que prejudica a imagem da advocacia. “Nesse caso, não se tratou de um atropelamento. Houve uma gravidade e isso gerou uma repercussão geral. Então, o tribunal resolveu instaurar um procedimento de suspensão preventiva”, explicou.
 
O julgamento está marcado para ocorrer na terça-feira, às 18h30. Na sessão, 22 advogados irão decidir se Paulo terá a OAB suspensa ou não. “É um procedimento cautelar. Só depois será determinado se ele responderá a um processo disciplinar ou não”, frisou o presidente do tribunal.
 
 
O crime
 
Tatiana Machado foi atropelada de propósito em frente de casa, no Lago Sul, na quarta-feira. Investigações conduzidas pela 10ª Delegacia de Polícia concluíram que, momentos antes do crime, ela e Paulo discutiram na altura da QI 5. A servidora havia ido buscar o filho mais cedo na escola, por volta das 9h, pois o menino, de 8 anos, não passava bem.
 
Após a discussão, Paulo seguiu Tatiana por cerca de 3km até chegar em frente a casa dela. Imagens do circuito interno de segurança mostraram o momento em que o advogado chega pouco tempo depois dirigindo um Idea prata. Ele desce até o final da rua e, ao retornar, joga o carro por cima da servidora, que é socorrida pelo marido e filho.
 
 
Paulo foi preso ao se apresentar na 10ª DP em companhia do advogado e indiciado por tentativa de homicídio qualificado por motivo fútil. Caso seja condenado, pode pegar de 12 a 30 anos de prisão.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego