04/09/2017 às 06h08min - Atualizada em 04/09/2017 às 06h08min

Por má conduta no cargo, 86 servidores foram expulsos do governo desde 2015

Operação que investiga fraudes no sistema de vistorias do transporte público, deflagrada nesta sexta (1º), pode levar a novos processos administrativos

Blog do Callado

 

Como resultado da atuação do governo de Brasília para evitar a má conduta na administração pública, 86 servidores foram expulsos, desde 2015, dos quadros do Executivo por práticas como corrupção, improbidade administrativa e uso do cargo para proveito pessoal. Os dados são do Portal da Transparência, da Controladoria-Geral do Distrito Federal.

Nesta sexta-feira (1º), em mais uma demonstração de combate às práticas ilegais, uma denúncia da Secretaria de Mobilidade resultou na Operação Checklist, da Polícia Civil e do Ministério Público do DF e Territórios. A investigação desmontou suposta quadrilha na Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle da pasta.

De acordo com as investigações, funcionários de cooperativas — de motoristas a diretores e pelo menos um presidente — pagavam propinas que variavam de R$ 400 a R$ 800 para que fiscais da subsecretaria permitissem o transporte de passageiros por ônibus sem condições de rodar.

Foram cumpridos 14 mandados de prisão temporária — quatro contra agentes públicos e dez contra funcionários de cooperativas — e 16 de busca e apreensão. Entre os crimes praticados estão associação criminosa, corrupção passiva e corrupção ativa.

Além do processo judicial, os agentes públicos investigados devem responder em âmbito administrativo


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego