21/09/2017 às 13h12min - Atualizada em 21/09/2017 às 13h12min

Raquel Dodge e a primeira manifestação contra Temer

Dodge se pronunciou a favor do envio da segunda denúncia do Ministério Público contra Temer à Câmara dos Deputados

Eixo capital

Ninguém esperava que fosse diferente, mas não deixa de ser um bom sinal. A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, em sua primeira participação em sessão do STF ontem fez uma manifestação que contraria interesse do presidente Michel Temer que a nomeou. Dodge se pronunciou a favor do envio da segunda denúncia do Ministério Público contra Temer à Câmara dos Deputados. O placar no Supremo já tem maioria para prevalecer essa posição.

 

A aposta errada de Joesley

 

O empresário Joesley Batista cometeu um erro fatal ao apostar que a Polícia Federal recuperaria, no equipamento usado na colaboração premiada da JBS, a conversa que manteve com o executivo Ricardo Saud. A perícia resgatou 11 áudios, mas não os diálogos 1, 2, 3 e 4 da parte intitulada Piauí, relacionada ao senador Ciro Nogueira (PP/PI). Eram gravações inéditas. A de número 3 corresponde às quatro horas de conversa sobre o procurador Marcelo Miller, ministros do STF e muitas abobrinhas, que levaram à prisão de Batista e a possível anulação da delação premiada. Em entrevista ao Correio, publicada ontem, o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contou como o áudio foi encontrado depois de ser incluído numa série de novas gravações enviadas por Joesley à PGR. Janot disse que o empresário acreditou que esse diálogo seria recuperado pela PF e entregou ao MP junto com outras gravações para se certificar de que não seria acusado de omitir alguma informação. Mas apostou errado. A gravação não teria chegado à Lava-Jato não fosse por uma estratégia de salvamento que afundou a imunidade de Joesley.

 

CDF

 

A procuradora da República Anna Carolina Rezende, integrante da equipe de Rodrigo Janot, recebeu os parabéns de amigos, colegas e familiares depois que o ex-chefe fez uma menção ao trabalho dela na entrevista concedida ao Correio. Carol é citada como a “CDF” que descobriu o “jabuti” enviado por Joesley Batista à Procuradoria-geral da República: a gravação que, caso não fosse divulgada pela força-tarefa da Lava-Jato, causaria um estrago na credibilidade da investigação. 

 

Missão imbatível 

 

O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot mantém em seu gabinete uma coleção de canetas. Uma delas é guardada em caixa especial como recordação. É a que ele usou para assinar a delação premiada da Odebrecht. A caneta está aposentada porque, na visão do procurador, cumpriu uma tarefa cuja importância é imbatível.

 

Convocação antes da denúncia

 

O deputado Izalci Lucas (PSDB/DF) pede para esclarecer que apresentou requerimentos de convocação do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot na CPMI da JBS nove dias antes da denúncia contra ele, por peculato, chegar ao Supremo Tribunal Federal (STF). Mas deixa claro que vai atuar na comissão para investigar o Ministério Público e os termos do acordo que levou às duas denúncias do presidente Michel Temer.

 

Cota parlamentar de shows

 

Choveu pedido na semana passada de deputados federais que queriam entrar de graça na casa de shows Bamboa. Um dos dias mais concorridos, na quarta-feira passada, parlamentares queriam deixar a sessão para curtir a balada sertaneja “Quarta na Passarela” ou acompanhar a apresentação da dupla Christian & Ralf sem desembolsar um tostão.

 

Prêmio para atuação em defesa da mulher

 

A vice-presidente da OAB/DF, Daniela Teixeira, foi a mais votada na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados para a edição deste ano da premiação do Diploma Mulher Cidadã Carlota Pereira de Queirós. Também foram escolhidas para a homenagem a cantora Elza Soares, a promotora de Justiça de São Paulo Maria Gabriela Prado Manssur, a médica Marina Kroeff e a líder comunitária Raimunda Gomes da Silva. Desde a primeira edição do prêmio, em 2004, voltado a quem atuou em defesa dos direitos da mulher, a Câmara já prestigiou 30 pessoas. A solenidade de entrega será em 26 de setembro. Daniela, a mais votada, foi indicada pelo deputado Rogério Rosso (PSD-DF), que tem se aproximado bastante da comunidade jurídica de Brasília.

 

 A pergunta que não quer calar….

 

A anulação da delação premiada de Joesley Batista pode criar um clima de insegurança jurídica para futuros interessados em colaborar?

 

 Siga o dinheiro

 

R$ 15.660.382,05

 

Valor da licitação para contratação de empresa especializada na prestação de serviços privados de assistência à saúde, em rede nacional, para empregados da Codeplan.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego