22/03/2018 às 07h16min - Atualizada em 22/03/2018 às 07h16min

Presa segunda travesti envolvida em assassinato no Setor Hoteleiro Sul

Jbr
Cindy também tem passagens por tráfico, furto e porte de drogas.

A policia prendeu, na tarde desta quarta-feira (21), a segunda travesti envolvida no latrocínio  de Carlos Augusto Lopes Salazar, 35, encontrado morto dentro do carro na manhã desta terça (20) no Setor Hoteleiro Sul. Era por volta das 16h30, quando a Polícia Civil chegou ao paradeiro de Ashley (Leonardo Ferreira), 23, que já era considerada foragida. Três travestis teriam participado do crime, segundo a corporação.

Outra envolvida, a Cindy (Antônio Duarte), foi detida ainda nesta manhã. A última que falta ser presa é Bianca (Railan Marcos dos Santos), 20. De acordo com a Polícia Civil, ela desferiu os golpes que mataram o homem.

Ashley estava escondida em um apartamento em Ceilândia. A policia chegou a ela depois de depoimentos de testemunhas que convivem a jovem. Já Cindy, foi detida na comunidade Cerradinho, entre os Palácios do Planalto e Jaburu. Todas as duas confessaram o crime e tem a mesma versão: a travesti Bianca teria sido a culpada da morte.

O delegado Rogério Oliveira, da 5ª Delegacia de Polícia, também acredita nesta versão, pois tanto as detidas, quanto as testemunhas ouvidas dizem o mesmo. O investigador explica que assim que as apurações começaram, pessoas que trabalham e frequentam a região onde ocorreu o crime procuraram a delegacia. Inclusive, trazendo as imagens disponibilizadas que mostram as três correndo. Essas testemunhas apontaram para a Polícia o nomes das três travestis e ressaltaram que eram perigosas.

Crime

Segundo a investigação, era por volta das 5h30, quando Carlos chegou ao ponto de prostituição onde as três travestis estavam. Ele chamou Cindy, que entrou no carro para discutirem o programa. Em depoimento, Cindy disse que começou uma briga porque ele queria pagar depois, mas ela exigia pagamento antecipado. Ao perceberam a situação, as duas amigas foram até o carro e intimidaram o homem.

Assustado, Carlos teria pedido para que Cindy saísse do carro e cancelou o programa. Depois disso, a discussão ficou mais acalorada. Então, Bianca teria aberto a porta do carro e desferido os dois golpes na região do tórax da vítima. Ainda não se sabe se o objeto utilizado para cometer o crime foi uma faca ou estilete.

Elas então teriam roubado a carteira e o celular do homem e saído em disparada. Cem metros do local do crime, elas pararam, olharam o que tinha na carteira, e segundo Cindy, Bianca teria dito que ela realmente iria levar um calote, porque não havia dinheiro e que ficaria com o aparelho celular da vítima. A carteira foi largada logo em seguida. O delegado Rogério lembra que a Bianca teria o costume de extorquir os clientes após o programa. Só em 2017, ela teve duas passagens por furto e uma por tráfico. Antes, já tinha sido presa por desacato e tráfico.

“Elas se aproveitam porque acreditam que os clientes não vão à delegacia reclamar dos crimes, pois têm vergonha. A Polícia, porém, reafirma a importância da denúncia”, ressalta o delegado Rogério Oliveira. Cindy também tem passagens por tráfico, furto e porte de drogas.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego