09/04/2018 às 16h49min - Atualizada em 09/04/2018 às 16h49min

Polícia Civil do Rio faz maior operação contra milícia no Estado, 142 foram presos

As investigações começaram há dois anos e segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, que coordenou a operação, o grupo criminoso é atualmente o maior e mais perigoso em ação no estado

Agência Brasil

Em uma mega -operação realizada neste sábado (7/4), a Polícia Civil prendeu 142 pessoas e apreendeu sete menores ligados à maior milícia do Rio de Janeiro, o grupo conhecido como Liga da Justiça. Os policiais fizeram as prisões em um sítio, em Santa Cruz, zona oeste do Rio, onde os milicianos participavam de uma festa. Com o grupo, foram apreendidos pelo menos 30 fuzis, 20 pistolas e vários carros importados.

As investigações começaram há dois anos e segundo a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense, que coordenou a operação, o grupo criminoso é atualmente o maior e mais perigoso em ação no estado. Além de cometer assassinatos e cobrar taxas ilegais de segurança a moradores, os milicianos já haviam fechado acordos com traficantes para a venda de drogas e o roubo de cargas nos territórios sob seu controle.

O secretário estadual de Segurança Pública, general Richard Nunes, elogiou a ação dos policiais civis e informou que outras ações estão planejadas para ser executadas em curto prazo.

O chefe da Polícia Civil, Rivaldo Barbosa, destacou que nenhum policial foi ferido na operação, que foi fruto de inteligência e planejamento.

Os presos responderão por crimes como organização criminosa, formação de quadrilha, receptação de veículos e porte ilegal de armas de fogo. Os detidos foram transportados em dois ônibus para a Cidade da Polícia, de onde foram encaminhados para o Complexo Penitenciário de Bangu.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego