10/02/2019 às 07h37min - Atualizada em 10/02/2019 às 07h37min

Parabéns​ Santa Maria pelos seus 26 anos

Correio de Santa Maria
Vital Furtado

.

 

 
Santa Maria. Nome bíblico, feminino e de pronúncia suave.
Santa Maria que nasceu por sentimento do coração do maior estadista do Centro-Oeste, JOAQUIM DOMINGOS RORIZ, para abrigar somente 100 mil família, hoje atropelada  por um crescimento muito acima de qualquer expectativa ou previsão. 
 
Nessa travessia de duas (2) décadas e seis anos, um sonho virou realidade e a realidade transformou-se em grande cidade e a grande cidade apresentou seus desafios, maiores e mais complexos, como por exemplo, o maior Porto Aduaneiro  e principal porta de entrada e saída do Centro-Oeste para todo o território brasileiro.
 
Isso, porém, só enaltece a história de um lugar que precisou surgir do nada, mas,  a partir de coragem e trabalho, dos que acreditaram que Santa Maria seria hoje o que realmente é.
 
Por isso, neste domingo (10/02/2019) que celebra os 26 anos da cidade, O Jornal CORREIO DE SANTA MARIA presta mais que uma simples homenagem, mas faz justiça a todos que ajudaram a escrever o roteiro de uma cidade que surgiu do nada para ser uma das mais pujantes do Distrito Federal. 
 
Em cada comemoração de aniversário desta aconchegante cidade, tenho o dever de parar para fazer profundas reflexões sobre o passado, o presente e o futuro da nossa querida cidade. Entre suas quadras residenciais, comerciais, entidades de classes, colégios, repartições públicas, encontramos pessoas que nos ajudaram a documentar sua história marcada por muita luta, persistência e conquistas. Nunca neguei que tenho divergências de pensamentos e opiniões com muitas dessas pessoas, porém, jamais poderei apagar a luta de cada uma dessas pessoas ao perceber e sentir que valeu a pena sonhar – e mais que isso, que valeu a pena acreditar que hoje seria uma honra morar em Santa Maria e, termos a certeza de que o melhor de todas as conquistas é saber que fazemos parte dessa história.
 
Na qualidade de conhecedor nato da realidade de uma cidade que precisava vencer suas maiores demandas, vi que Santa Maria era uma cidade que necessitava de um norte para seguir adiante. Foi aqui que ao invés de cruzarmos os braços, todos juntos, das primeiras lideranças e segmentos organizados,  nos lançamos de corpo e alma em prol de seu crescimento, do bem estar da comunidade em um pensamento ímpar e coletivo.
 
Tive o privilégio de escrever toda a história dessa cidade, porém, não foi tarefa fácil e, para isso contei com a participação de cada um que faz parte dessa mesma história. Mas, para dar continuidade a essa missão, passo o bastão para alguém que tenha disposição e o mesmo sentimento que tive e tenho por Santa Maria. 
 
Assim vamos fazer uma cidade cada vez melhor. Santa Maria merece muito mais.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »