24/02/2019 às 16h34min - Atualizada em 24/02/2019 às 16h34min

Brasil monta barreira para evitar confronto na fronteira

Notibras

Militares brasileiros decidiram isolar centenas de venezuelanos, para evitar novos confrontos na fronteira com a Venezuela. A ordem é evitar que os revoltosos atirem pedras nos soldados da Guarda Nacional de Nicolás Maduro, que revidaram aos últimos ataques com bomas de gás caindo no território brasileiro.

Segundo a Globonews, militares brasileiros orientaram os venezuelanos a deixarem a área de conflito. No início da tarde dois veículos da Força Nacional e homens da Polícia Rodoviária Federal chegaram à fronteira. É a primeira vez que a Força Nacional é acionada para afastar os venezuelanos que moram em ou se refugiaram Roraima.

Antes do conflito deste domingo, que teve intensidade semelhante aos de sábado, a Guarda Nacional Bolivariana foi reforçada com duas linhas de defesa e veículos blindados.

Foi feita uma barreira humana e de carros a cerca de 50 metros da fronteira com a Venezuela. O objetivo é impedir o avanço dos manifestantes em direção à Guarda Nacional Bolivariana e a continuidade dos conflitos. Com a ação da polícia brasileira, tanques da Venezuela estacionados no limite entre os dois países, recuaram.

O coronel José Jacaúna, comandante das tropas brasileiras na região, revelou, segundo a Globonews, que o grupo de contenção deve permanecer no local até que a tensão acabe. Ele reforçou que essa barreira não significa que a fronteira foi fechada. “A contenção é para evitar confrontos e assim garantir a integridade física de todo mundo que está aqui”, afirmou o coronel.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »