15/04/2019 às 07h37min - Atualizada em 15/04/2019 às 07h37min

Bobagens de Ernesto deixam negócios com russos por um fio

Bomba no colo de Tereza Cristina, ministra da Agricultura. Foi colocada por seu colega do Itamaraty, Ernesto Araújo, em forma de abacaxi azedo. Disse o embaixador: os russos devem sair imediadamente da Venezuela (como se lá Ernesto mandasse).

Respondeu Moscou: há muito mais grãos, gado, suínos e aves no mundo do que na terra onde canta o sabiá. A manifestação russa soou em Brasília como quem anuncia que está suspendendo negócios na área do agronegócio.

Para tentar acabar com o mal-estar provocado pelo chanceler que costuma colocar o carro na frente dos bois, Tereza decidiu encaminhar com urgência uma missão tipo ‘deixa disso’ para reverter a ameaça da Rússia, que sinaliza om mais e mais retaliações.

Mas, avisa Cristina, que seja esta a última armação aprontada por Ernesto. Nos círculos diplomáticos, os comentários são de que o chanceler não fez CPOR. E, consequentemente, não poderia sequer estar no banco de reservas para uma vaga no Itamaraty.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »