31/05/2020 às 16h53min - Atualizada em 31/05/2020 às 16h53min

Homem que bateu em criança de 2 anos e roubou celular no DF é preso

Caso ocorreu no Guará: o suspeito teria socado a cabeça do menino para levar o telefone. Ele confirma o roubo, mas nega a agressão

Denúncias da população fizeram com que investigadores da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendessem o suspeito de ter socado a cabeça de uma criança de 2 anos e roubado o celular da mãe, na QE 44 do Guará II. O caso ocorreu no dia 4 de maio e, desde então, o homem estava sendo procurado.
 

De acordo com as autoridades, várias pessoas procuraram a polícia e identificaram Edinaldo Gonçalves Nogueira da Silva, de 55 anos, como autor. Ele também seria responsável por diversos crimes patrimoniais, a maioria no Núcleo Bandeirante.

1

O homem tem uma ficha criminal grande, com 18 inquéritos policiais – o primeiro deles foi instaurado em 1988. Em fevereiro deste ano, ele havia sido preso foi por flagrante de furto. Entretanto, acabou solto dois dias depois na audiência de custódia.

E mais: Edinaldo conta com seis condenações criminais, 17 mandados de prisão, sete recomendações de prisão e 66 alvarás de soltura judiciais. A mãe dele também já tinha registrado ocorrência de injúria e ameaça contra o filho. Havia medidas protetivas contra ele.

Foi exatamente por descumprir uma dessas medidas que a polícia conseguiu encontrá-lo. Na noite de sábado (30/05), ele voltou para a casa da mãe. Então, na manhã deste domingo (31/05), por volta das 8h, policiais da 11ª DP o localizaram andando pelo Núcleo Bandeirante e investigadores da 4ª DP o prenderam por descumprir a medida protetiva.

Edinaldo teria confessado o roubo do celular que estava com a criança de 2 anos. Ele, porém, afirmou que não agrediu o menino.

Ele pode pegar de três meses a dois anos pelo descumprimento de medida protetiva e de quatro a 10 anos pelo roubo. A Justiça ainda não se manifestou sobre o pedido de prisão preventiva.

O caso

Uma câmera de segurança do local gravou imagens de um homem (na foto em destaque) que espera à frente da casa das vítimas. Segundo testemunhas, a criança estava com o telefone da mãe.

Em certo momento, o bandido vai até o menino, começa a agredi-lo com socos na cabeça e, em seguida, foge com o a


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego