21/08/2020 às 07h48min - Atualizada em 21/08/2020 às 07h48min

Suposta filha de 72 anos de Silvio Santos pede na Justiça por exame de DNA

Vera Lucia, de 72 anos, é a quinta pessoa a abrir um processo para ser reconhecida como herdeira do dono do SBT

Vera Lucia Pinello Dias, de 72 anos, garante que é filha do apresentador Silvio Santos e entrou na Justiça com um pedido para que o Dono do Baú se submeta a um exame de DNA que comprove a paternidade. A aposentada é a quinta pessoa a abrir um processo para ser reconhecida como herdeira do dono do SBT.

Segundo carta precatória divulgada pelo site Notícias da TV, o escritório Carvalho Oliveira, representante de Vera, pede uma ação de investigação de paternidade baseada na crença da mulher, que alega ter ouvido de amigos de sua mãe adotiva que Abravanel é seu pai.

A aposentada afirma ter sido adotada pela enfermeira que era amiga de sua mãe biológica, cuja identidade ela desconhece. Vera também não sabe o nome do hospital em que nasceu e nem a data em que foi concebida.

A autora nasceu em 02/12/1948 e, por razões nunca esclarecidas, foi abandonada por sua mãe biológica, que a entregou ainda recém-nascida a uma enfermeira do hospital onde nasceu. A autora não é capaz de identificar este hospital, apesar de ter fortes indícios de se tratar de um hospital localizado nos arredores do Brás, bairro desta capital [São Paulo]”, começa o pedido.

Segundo relatos de amigos de sua mãe, a mulher que a abandonou trabalhava em uma indústria têxtil localizada no Brás (SP). O local era muito frequentado por Silvio antes dele se tornar famoso. No pedido, o advogado Júlio César Carvalho Oliveira explica que a idosa nunca perguntou detalhes importantes por não querer magoar a mãe adotiva.

“A mãe adotiva da autora nunca se sentiu confortável em falar sobre a origem da adoção da autora, talvez por medo de perdê-la, já que a sua adoção havia ocorrido de forma oficiosa. Em respeito à mãe adotiva, durante o tempo em que ela estava viva, a autora sempre evitou vasculhar seu passado, de apurar sua filiação biológica, nem a materna e nem a paterna”, descreve o pedido.

A carta precatória quer intimar o Dono do Baú a se submeter ao exame de DNA. O pedido pode ou não ser aceito pela Justiça, que vai determinar se julga a ação procedente ou improcedente.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »