10/08/2021 às 15h44min - Atualizada em 10/08/2021 às 15h44min

Ibaneis inaugura linha de produção na Penitenciária Feminina

Oficina montada em parceria com a iniciativa privada produzirá estofados e capas de sofá dentro do presídio do DF

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), inaugurou, na manhã desta terça-feira (10/8), uma oficina com linha de produção comercial de estofados e capas de sofá na Penitenciária Feminina do Distrito Federal. O projeto é uma parceria da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus), por meio da Fundação de Amparo ao Trabalhador Preso (Funap), a Secretaria de Administração Penitenciária (Seape) e a iniciativa privada.
 
 
Em publicação no Twitter, o governador afirmou que a oficina “tem o objetivo de capacitar as mulheres para que aprendam uma nova profissão”. “Assim, o período de cumprimento da pena pode ser utilizado para que elas tenham esperança em outro futuro, com mais dignidade e longe do crime”, disse Ibaneis.
 
 “A verdadeira ressocialização de presos se dá pelo trabalho. Isso traz dignidade para a população encarceirada e capacitação para a hora de voltar ao mercado de trabalho”, completou o chefe do Executivo local.
 
A atividade é resultado de um acordo assinado em fevereiro de 2021, no gabinete do governador, com a empresa Montreal Montadora de Móveis, do grupo Novo Mundo.
 
“Foi uma grande realização. Nós trouxemos para cá já no nosso governo a empresa Novo Mundo, que trouxe toda sua parte de e-commerce aqui para o Distrito Federal. E eles têm um projeto no Ceará, na penitenciária, de montagem de equipamentos. Então, houve hoje o lançamento em parceria com a Novo Mundo de uma linha de montagem de sofás, na qual trabalharão detentas que estarão na fase de ressocialização”, pontuou.
 
 
“Estou muito feliz com esse lançamento. O Carlos, que é dono da Novo Mundo, esteve presente, e a gente espera poder ampliar também esse trabalho, porque é muito importante. Nós temos de ter a consciência de que as pessoas que estão presas em determinado momento vão sair. E elas sairem melhor ou pior vai depender do que nós fizermos por elas”, acrescentou o chefe do Palácio do Buriti.
 
Para a secretária de Justiça e Cidadania, Marcela Passamani, o curso visa à redução da criminalidade. “Uma forma de proporcionar o retorno da reeducanda ao convívio com a sociedade é por meio do trabalho. O que nós fazemos é aproveitar o período de cumprimento de pena para oferecer qualificação profissional a essas mulheres”, explicou.
 
Conforme a Sejus, no primeiro momento, serão beneficiadas cinco mulheres, que serão capacitadas e contratadas com uma bolsa de ressocialização no valor de R$ 825. Elas vão trabalhar na própria unidade prisional, onde a empresa instalou um polo de produção. O contrato terá duração de 12 meses.
 
Chamamento público
A Montreal Montadora de Móveis atendeu a um chamamento público aberto pela Funap/Sejus em 6 de janeiro deste ano, para convocar empresas interessadas em utilizar os espaços das unidades prisionais a fim de promover a capacitação profissional e a contratação de presos do regime fechado e semiaberto.
 
 
O edital segue aberto para que outras empresas possam formalizar essa parceria com o governo. Os interessados devem procurar a sede da Funap/DF, situada no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA) Trecho 2.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego